Jaílton e o Lixão

Jailton e o Lixão - Evandro Arruda

Uma criança, crescendo em um lixão, uma cena que expõe os diversos problemas do nosso país de uma só vez. O pobre menino fica batizado em minha câmera com o nome de Jailton, quase como uma legenda, dando um tom ainda mais dramático à cena e deixando a pergunta, que futuro terá Jailton?

Fui a este local fotografar o contraste social entre os enormes prédios comerciais, e as favelas, rodeadas de lixo que dividiam o espaço, mas esta foi uma cena única que me chamou a atenção. Não é preciso falar muito sobre a cena, ela acaba falando por si só. Para incrementar o drama, na edição utilizei um efeito que costumo chamar de cutout, mas que é também conhecido como color pop, deixando o garoto em evidência, separando-o do lixão ao seu redor.

Para registrar esta foto, como a luz do sol ainda estava bem forte por volta das 15h, pude jogar a velocidade lá em cima para compensar, o que me permitiu congelar o momento.


EXIF (Propriedades da Fotografia)

  • Data: 10/2/2008
  • Câmera: Sony H9
  • Modo: Prioridade de Abertura
  • Tempo de exposição: 1/320
  • Abertura do diafragma: f/6,3
  • ISO: 80

Evandro Arruda

Todas as fotos publicadas neste site estão protegidas pela LEI DO DIREITO AUTORAL Nº 9.610 DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998. Fica proibido qualquer tipo de uso sem meu consentimento prévio.

Contraste Social

Contraste Social - Evandro Arruda

A foto mostra claramente um dos principais problemas de nosso país, a desigualdade, o contraste social entre o rico e o pobre. Enquanto lá em cima temos uma selva de pedra com prédios de luxo, o grandioso Hilton, lá embaixo, a extinta favela da até então Av. Água Espraiada. A região antes habitada pela classe mais baixa da sociedade, acabou se tornando uma área nobre da cidade e agora dá lugar a mais um conjunto de empreendimentos.

Este registro sobre o contraste social de São Paulo é mais uma foto que está na lista das minhas favoritas, uma foto que teve mais de 3.700 views e 89 comentários em meu antigo Flickr, uma foto que foi publicada no Le Monde Diplomatique, ilustrando a matéria de capa, intitulada Encruzilhadas do Desenvolvimento.

Para registrar esta “paisagem”, não é necessário ter o melhor equipamento, iluminação ou técnica, basta a sensibilidade do olhar e um enquadramento que possa transmitir todo seu sentimento.


EXIF (Propriedades da Fotografia)

  • Data: 10/2/2008
  • Câmera: Sony H9
  • Modo: Prioridade de Abertura
  • Tempo de Exposição: 1/400
  • Abertura do Diafragma: f/6,3
  • ISO: 80

Evandro Arruda

Todas as fotos publicadas neste site estão protegidas pela LEI DO DIREITO AUTORAL Nº 9.610 DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998. Fica proibido qualquer tipo de uso sem meu consentimento prévio.

Centro de São Paulo

Centro de São Paulo - Evandro Arruda

Edifícios antigos e deteriorados são a base da arquitetura do centro de São Paulo, algo tido como “charme” por alguns, mas apavorante para outros, por ser um local com grande concentração de moradores de rua. Estes dois projetos de arquitetura, os edifícios Mercúrio e São Vito, nesta ordem, foram âmbos invadidos após sua desocupação oficial, mas até hoje, são grandes representantes do estilo arquitetônico do centro de São Paulo.

Em fotos de arquitetura, o ponto mais importante a ser observado é o enquadramento, visando acompanhar e valorizar as linhas da construção que está sendo fotografada. Neste caso, me posicionei de frente para o edifício, mas enquadrando-o a partir de uma de suas extremidades, para criar uma sensação de perspectiva. O céu azul ao fundo é um show a parte que pude encontrar neste dia, e que colaborou muito com a imagem final. Como São Paulo é uma cidade em que a poluição toma conta do ar na maior parte do tempo, uma alternativa de edição a uma imagem deste tipo que não possua este céu azul, é deixá-la em preto e branco, dando um outro tom e podendo contar uma história completamente diferente.

Centro de São Paulo - Evandro Arruda

Ao caminhar pelo centro de São Paulo, além de encontrarmos a bela arquitetura antiga da cidade, também nos deparamos com diversas situações, óra divertidas, mas muitas vezes tristes, que retratam a situação de grande parte da população brasileira, a pobreza e a desigualdade social. Neste ponto, entra em ação o Fotojornalismo, modalidade da fotografia que tem em sua essência a capacidade de transmitir a informação sobre o momento.


EXIF (Propriedades da Fotografia)

  • Data: 10/2/2008
  • Câmera: Sony H9
  • Modo: Prioridade de Abertura
  • Tempo de Exposição: 1/320
  • Abertura do Diafragma: f/6,3
  • ISO: 80

Evandro Arruda

Todas as fotos publicadas neste site estão protegidas pela LEI DO DIREITO AUTORAL Nº 9.610 DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998. Fica proibido qualquer tipo de uso sem meu consentimento prévio.

Luzes da Cidade

Luzes da Cidade - Evandro Arruda

Assim como Nova Iorque, Las Vegas e algumas outras, São Paulo também é conhecida como a cidade que nunca dorme, está sempre em movimento e com suas luzes acesas. Nesta foto, podemos observar um pouco da sincronia dos semáforos, mas o que faz com que esta foto receba uma atenção especial é a combinação de luzes, cores e uma fina garoa, que juntos criam um mágico reflexo no asfalto.

Esta foto é fruto de uma saída fotográfica, um “rolezinho” combinado entre alguns amantes da fotografia, com o objetivo de registrar qualquer que seja o motivo daquele encontro. As saídas fotográficas são muito importantes para quem está iniciando nesta área, pois existe uma enorme troca de experiência entre toda a galera. Para quem tem curiosidade sobre o assunto, deixo aqui a foto da galera que esteve presente neste dia, alguns que lembro de nome como: Anderson Sutherland, que manda muito bem em ensaios artísticos de modelos; Camilo Pedroso que vive a fotografia, registrando como ninguém o cotidiano de São Paulo; Cris Meliska com sua delicadeza e simpatia, mas com um olhar e sensibilidade incríveis para a fotografia; Rodrigo Ono, que viaja o mundo fazendo belos cliques.

Neste dia, o objetivo era fazermos um tour pelo centro de São Paulo, passando pela Estação da Luz, junto da Pinacoteca e Av. Tiradentes, Estação Júlio Prestes, e por final, o Theatro Municipal, locais os quais lhe apresento alguns de meus registros:

Estação da Luz - Evandro Arruda

Estação Júlio Prestes - Evandro Arruda

Theatro Municipal - Evandro Arruda

No momento desta foto, estávamos quase chegando na Estação da Luz, na rua mesmo, mas uma garoa fina que tinha acabado de cair estava pintando o asfalto com as luzes dos semáforos. Encontrei a posição, armei o tripé, enquadrei os semáforos, e tá feito, com alguns cliques consegui o resultado que queria. Utilizei o modo prioridade de abertura, pois o que mais gosto nas fotos noturnas é este efeito estrelado nas luzes, algo que só consigo com o diafragma bem “fechado”, ou seja, de f/8 para cima, lembrando que quanto maior o valor f/, menor a abertura do diafragma. Como pode observar, a foto principal deste post não foi o foco da saída fotográfica, mas esta é exatamente a dica que quero lhe passar, quando você sair de casa com o objetivo de fotografar um ponto específico, olhe ao seu redor, analise o caminho, as pessoas, a cidade em si, pois você pode encontrar sua melhor foto mesmo antes de chegar ao seu destino.


EXIF (Propriedades da Fotografia)

  • Data: 29/3/2008
  • Câmera: Sony H9
  • Modo: Prioridade de Abertura
  • Tempo de Exposição: 7s
  • Abertura do Diafragma: f/8
  • ISO: 80

Evandro Arruda

Todas as fotos publicadas neste site estão protegidas pela LEI DO DIREITO AUTORAL Nº 9.610 DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998. Fica proibido qualquer tipo de uso sem meu consentimento prévio.

Vida Difícil…

Vida Difícil - Evandro Arruda

Eis o fotojornalismo em sua mais pura essência, retratando a vida difícil de um morador de rua, aparentemente deficiente físico, mas que dá seu jeito para viver cada dia. A imagem foi registrada no centro de São Paulo, em uma saída fotográfica com colegas da área,

A fotografia em si pode não apresentar a melhor configuração possível para a cena, o balanço de branco (ou white balance) está terrível, deixando a foto amarelada, mas a essência da cena foi registrada, o sentimento está na foto, e é isto que me fascina.

Uma dica bacana aos iniciantes que não possuem um equipamento top de linha é sempre considerar o valor do ISO mais baixo, pois ele serve para compensar a falta de luz do ambiente, mas para que isso seja possível, ele acaba fazendo com que a imagem não fique tão nítida, deixando de registrar alguns detalhes. Uma alternativa é a utilização de um tripé, monopé ou qualquer superfície firme que possa segurar o clique por alguns segundos a mais, como fez o colega Anderson Sutherland logo abaixo, um dos fotógrafos que até hoje servem de inspiração para o meu trabalho.

Vida Difícil - Evandro Arruda


EXIF (Propriedades da Fotografia)

  • Data: 29/3/2008
  • Câmera: Sony H9
  • Modo: Manual
  • Tempo de Exposição: 3s
  • Abertura do Diafragma: f/5,6
  • ISO: 80

Evandro Arruda

Todas as fotos publicadas neste site estão protegidas pela LEI DO DIREITO AUTORAL Nº 9.610 DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998. Fica proibido qualquer tipo de uso sem meu consentimento prévio.

A Longa Exposição

A Longa Exposição - Evandro Arruda

Uma via de trânsito rápido e com alto fluxo é prato cheio para fotos noturnas de longa exposição. Os faróis dos veículos criam belos feixes de luz. A Marginal Pinheiros é uma das principais vias da cidade de São Paulo, que margeando o Rio Pinheiros, conecta a região de Interlagos ao início da Rod. Castelo Branco e da Marginal Tietê, um caminho com alto fluxo de veículos a qualquer hora do dia.

Nesta imagem, é possível observar claramente o efeito que um alto tempo de exposição pode proporcionar. Utilizei uma exposição de 8s, uma abertura de diafragma de média para pequena (na câmera que utilizei, f/8 era a menor abertura possível do diafragma), que faz com que entre uma quantidade menor de luz em cada ponto. Como a câmera ficou registrando a mesma cena por 8s, o equilíbrio da abertura se faz essencial para que a foto não fique com excesso de iluminação e prejudique o resultado final. Um outro compensador de luz que temos é o ISO, mas que em fotos de longa exposição com tripé, recomendo que utilize o valor mais baixo possível, pois a imagem perde um pouco de sua nitidez se jogarmos o ISO lá no alto, e em algumas câmeras, a perda de qualidade é tão grande que a imagem chega a ficar “granulada”.

Para fazer este registro, tive que correr alguns riscos, como atravessar em uma via de trânsito rápido e sem semáforo, e o risco de me confundirem com um radar eletrônico (que aconteceu…rs). Como utilizei o flash em alguns dos cliques para iluminar a faixa branca do asfalto, alguns dos motoristas chegaram a desacelerar o carro desconfiados.


EXIF (Propriedades da Fotografia)

  • Data: 10/5/2008
  • Câmera: Sony H9
  • Modo: Prioridade de Velocidade
  • Tempo de Exposição: 8s
  • Abertura do Diafragma: f/8
  • ISO: 80

Evandro Arruda

Todas as fotos publicadas neste site estão protegidas pela LEI DO DIREITO AUTORAL Nº 9.610 DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998. Fica proibido qualquer tipo de uso sem meu consentimento prévio.

Ponte Estaiada

Ponte Octavio Frias de Oliveira - Evandro Arruda

Exatamente em 10 de Maio de 2008 ocorreu a inauguração da Ponte Estaiada Octavio Frias de Oliveira, e eu estava lá! Desde então, esta obra tornou-se o mais imponente cartão postal da cidade de São Paulo, servindo até de cenário para os jornais da Globo. Uma magia da engenharia aliada a uma belíssima iluminação, que valoriza sua estrutura e estaios, a ponte faz a conexão entre as pistas da Marginal Pinheiros, com saída para a Av. Jornalista Roberto Marinho.

Esta foto é muito marcante, um dos xodós do meu portfólio, e que foi muito custosa para chegar em seu resultado final. Quem vê a fotografia pode pensar que basta se posicionar no local desejado e clicar, mas na prática a coisa é bem diferente. Precisei de algo em torno de 20 cliques “errados” para apenas 1 certo. O ponto mais complicado é chegar em um equilíbrio entre o tempo de exposição e a abertura do diafragma, que quanto mais fechada (valor mais alto = diafragma mais fechado), mais irá gerar este efeito estrelado nos pontos de luz.

Ponte Octavio Frias de Oliveira - Evandro Arruda

Uma fotografia deste tipo também precisa de uma atenção especial ao enquadramento, e este foi o segundo ponto que me tomou mais tempo, pois como pode imaginar, contornar uma ponte desta dimensão, procurando pelo melhor enquadramento não é das tarefas mais simples. Fiz cliques em perspectiva, na lateral, pegando partes da Marginal Pinheiros e formando uma composição com os prédios, mas a que me conquistou foi feita de frente para o monumento, deixando a paisagem simétrica, dando ainda mais atenção às linhas da arquitetura.


EXIF (Propriedades da Fotografia)

  • Data: 10/5/2008
  • Câmera: Sony H9
  • Modo: Manual
  • Tempo de Exposição: 15s
  • Abertura do Diafragma: f/8
  • ISO: 80

Evandro Arruda

Todas as fotos publicadas neste site estão protegidas pela LEI DO DIREITO AUTORAL Nº 9.610 DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998. Fica proibido qualquer tipo de uso sem meu consentimento prévio.

Vista da Passarela

Vista da Passarela - Evandro Arruda

Passarela Ciccillo Matarazzo, que conecta o antigo prédio do Detran (hoje Museu de Arte Contemporânea) a uma das entradas do Parque Ibirapuera. Uma passarela que te coloca em cima de 13 pistas, que envolvem a Av. 23 de Maio e Av. Pedro Álvares Cabral, proporcionando mais um paraíso para fotos noturnas de longa exposição. O movimento nestas avenidas é constate e é possível registrar as luzes que vão e vêm o tempo inteiro, um festival de luzes!

Ao mesmo tempo em que esta passarela é perfeita para se treinar fotos de longa exposição, ela também possui todas as características para um roubo de equipamento, lugar deserto, pouca iluminação e apenas duas saídas, portanto, tente não ir sozinho, seja discreto e não abuse do tempo. O tripé também não se faz necessário, pois além de chamar muita atenção, a câmera pode ser tranquilamente apoiada no parapeito da passarela.

Vista da Passarela - Evandro Arruda

Uma alternativa é registrar a paisagem na parte da manhã ou da tarde. O vai e vem dos carros continua sendo muito agradável ao olhar, mas obviamente você não terá o mesmo impacto que a cena noturna com longa exposição.


EXIF (Propriedades da Fotografia)

  • Data: 19/12/2008
  • Câmera: Sony H9
  • Modo: Prioridade de Velocidade
  • Tempo de Exposição: 7s
  • Abertura do Diafragma: f/8
  • ISO: 80

Evandro Arruda

Todas as fotos publicadas neste site estão protegidas pela LEI DO DIREITO AUTORAL Nº 9.610 DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998. Fica proibido qualquer tipo de uso sem meu consentimento prévio.